Três soldados dos EUA e quatro britânicos morrem no Iraque

Pelo menos três soldados americanos morreram no oeste do Iraque em conseqüência dos ferimentos sofridos durante um confronto com supostos insurgentes, informou neste domingo um comunicado militar americano. Enquanto isso, também no país, quatro soldados britânicos morreram e três ficaram gravemente feridos devido à explosão de uma bomba, quando viajavam em uma patrulheira pelo rio Chat-el-Arab, na altura de Basra.Segundo comunicado americano, os três soldados morreram no sábado, devido aos ferimentos sofridos durante uma "operação de combate" na província de Al-Anbar. Com as mortes anunciadas neste domingo, sobe para 31 o número de militares americanos que morreram em novembro, e para 2.847 o dos militares americanos que morreram no Iraque desde a invasão do país, em março de 2003. Com relação aos soldados britânicos mortos no Iraque, acredita-se que o explosivo estava em uma instalação para botes na margem iraquiana desse rio, que forma a fronteira com o Irã. O rio Chat-el-Arab é formado pela confluência do Eufrates e do Tigre, antes de desembocar no Golfo Pérsico.Segundo a BBC, essa é a primeira vez que ocorre um ataque destas características nessa via, que é patrulhada regularmente por forças britânicas. O Ministério da Defesa não quis precisar a que unidade pertenciam os mortos e feridos antes de informar às famílias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.