Três supostos membros do ETA são detidos na França

Autoridades do sudoeste da França detiveram nesta sexta-feira duas mulheres e um homem supostamente pertencentes ao grupo armado separatista basco ETA, informou a polícia. Cristina Goiricelaya González, de 35 anos, Ana Alberdi Zubirremonteria, de 55, e Carlos Sáez de Eguilar Murguiondo, de 50, foram detidos enquanto transitavam em um carro com documentos falsificados pela cidade de Dax.A suspeita é de que os três detidos pertençam ao comando de unidades do ETA. Sáez de Eguilar e Goiricelaya figuram em uma lista da União Européia entre os terroristas mais procurados. A polícia disse ter encontrado três revólveres no carro. Goiricelaya foi vereadora na Espanha pelo partido separatista basco Herri Batasuna.As autoridades da Espanha suspeitam de que ela tenha dado abrigo para outros membros do ETA procurados pelo assassinato a tiros de um juiz espanhol, em novembro de 2001, e de que sua casa tenha sido utilizada para estocar armas e explosivos. Quanto a Alberdi, a polícia espanhola suspeita de que ela tenha ajudado a recolher fundos para o ETA.Nesta semana, investigadores franceses sustaram um complô para assassinar um juiz antiterrorista em Paris que havia lançado uma ofensiva jurídica contra o grupo armado. O sudoeste da França foi durante muito tempo um refúgio seguro para os separatistas bascos, mas se manteve protegido da violência que castiga as províncias bascas espanholas, do outro lado da fronteira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.