Três voluntárias estrangeiras morrem em ataque no Afeganistão

Polícia responsabiliza Taleban pelo ataque que matou americana, britanico-americana e canadense

Efe,

13 de agosto de 2008 | 08h30

Três voluntárias estrangeiras e seu motorista afegão morreram nesta quarta-feira, 13, em um ataque taleban registrado na região afegã de Logar, próxima a Cabul, informou uma fonte policial. O IRC emitiu um comunicado no qual afirma que as vítimas fatais são uma britânico-canadense, uma canadense e uma americana.   O ataque ocorreu às 11h (3h30 de Brasília) na área de Puli Alam, segundo o chefe da Polícia provincial, Majeed Latefi, que disse que as voluntárias trabalhavam para a organização Comitê Internacional de Resgate (IRC, em inglês). A fonte acusou os "inimigos do Afeganistão" pelo ataque, termo usado habitualmente pelas forças de segurança afegãs para se referir aos insurgentes taleban.   A nota da organização ressalta que os membros de sua organização viajavam em um veículo que "claramente" pertencia ao IRC. O grupos decidiu suspender seus programas de ajuda humanitária no Afeganistão "indefinidamente". "Estamos aturdidos e profundamente afligidos por esta trágica perda", disse, no comunicado, o presidente da organização, George Rupp.   Em um site, os insurgentes reivindicaram depois a autoria do ataque e disseram ter recuperado "munição" do veículo onde viajavam as vítimas, por isso disseram que se tratava de "militares". Os cadáveres foram levados pelas forças de segurança até o hospital provincial de Logar.   O IRC desenvolve atividades de ajuda no Afeganistão há 25 anos, e tem cerca de 650 empregados distribuídos em seis escritórios, entre elas o de Logar, segundo o site da organização.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoTaleban

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.