Treze são condenados por massacre sérvio em 1991

Treze sérvios foram condenados hoje por crime de guerra e condenados à prisão pela execução de cerca de 200 croatas, num dos piores massacres de prisioneiros de guerra durante os sangrentos conflitos nos Bálcãs nos anos 1990. O tribunal de crimes de guerra condenou sete dos ex-soldados à pena máxima de 20 anos de prisão. O caso tem sido visto como um teste à habilidade do judiciário da Sérvia de punir os sérvios responsáveis pelas atrocidades cometidas durante as guerras sob o comando do ex-presidente Slobodan Milosevic. Os crimes aconteceram em novembro de 1991, numa fazenda de criação de porcos perto da cidade de Vukovar, no leste da Croácia, durante a guerra de independência da Croácia. Os prisioneiros de guerra croatas foram separados em grupos de sete ou oito e foram alvo de metralhadoras antes de seus corpos serem jogados numa vala comum, diz o veredicto. Aqueles que mostravam sinais de vida receberam tiros de pistola na cabeça. "Os réus são culpados porque mataram, torturaram e trataram de forma desumana os prisioneiros de guerra", disse o juiz chefe Vesko Krstajic durante a leitura do veredicto. Os demais seis dos réus receberam sentenças de prisão que vão de cinco a 15 anos. Os promotores disseram que estavam satisfeitos com a decisão do júri. "As sete sentenças máximas devem representar alguma satisfação para as famílias das vítimas", disse o porta-voz da promotoria, Bruno Vekaric. Cinco dos 18 réus originalmente indiciados foram absolvidos. Os promotores disseram que irão apelas dessas absolvições. Mas alguns familiares das vítimas não ficaram satisfeitos com o veredicto por causa das absolvições. "Este veredicto não trará meu filho de volta", disse Marica Skulic, cujo filho de 26 anos foi morto no massacre. "Minha única esperança é que ajude que tais crimes nunca aconteçam de novo."Rebelião A declaração de independência da Croácia da ex-Iugoslávia, em 1991, provocou uma rebelião de sérvios étnicos que, com o apoio de Belgrado, capturaram um terço do território da república. A rebelião foi esmagada em 1995 e a Croácia reconquistou o território. Enquanto a maioria dos croatas capturados pelos sérvios em Vukovar acabaram sendo libertados, cerca de 200 deles foram levados de um hospital e mortos a tiros numa fazenda de criação de porcos na cidade de Ovcara.

AE-AP, Agencia Estado

12 de março de 2009 | 15h40

Tudo o que sabemos sobre:
Sérviacrimes de gueracondenação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.