Tribos iraquianas se unem para lutar contra a insurgência

Os dirigentes de 11 tribos da provínciairaquiana de Al-Anbar, a maior do Iraque e considerada um reduto dainsurgência, firmaram um "pacto de honra" no qual se comprometem alutar contra os insurgentes da região. Fontes oficiais iraquianas disseram à Efe que esta nova aliançarecebeu a aprovação do primeiro-ministro, Nouri al-Maliki, assimcomo dos comandantes das forças multinacionais no Iraque. Segundo o acordo, os líderes tribais formarão uma força de 11 milmilicianos, com mil membros de cada tribo, "para manter protegida aestrada que une a província a outros países", como Síria, Jordânia eArábia Saudita. Os mais de 400 quilômetros desta via de comunicação setransformaram em uma perigosa rota controlada por bandidos eRebeldes. Segundo as fontes, o principal objetivo da criação das forçasconjuntas é acabar com os ataques na rodovia realizados por membrosda rede terrorista Al-Qaeda. Al-Anbar, a maior província iraquiana e de maioria sunita,abrigou o quartel-general do então líder da Al Qaeda n Iraque, AbuMusab al-Zarqawi, antes de ele se mudar para a província de Diyala,ao nordeste de Bagdá, onde morreu em 6 de junho em um ataque aéreoamericano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.