Tribos rivais lutam no Paquistão

Guerreiros tribais paquistaneses pró-Taleban lutaram com armas de fogo contra rivais em uma remota região fronteiriça. Pelo menos oito pessoas ficaram feridas e dezenas de casas foram incendiadas durante a batalha. O conflito ocorreu depois que homens armados pertencentes à tribo mangal roubaram armas e dinheiro de militantes paquistaneses que estavam retornando do Afeganistão após lutarem ao lado dos talebans. Para se vingar do roubo, guerrilheiros da tribo pró-Taleban parachamkani atacaram vilas pertencentes à tribo mangal na remota região de Para Chinar - a cerca de 250 quilômetros ao noroeste de Peshawar. Os dois lados trocaram tiros esporádicos durante toda a noite mas hoje tropas paramilitares chegaram ao local, obrigando as tribos rivais a acertarem uma trégua. Pelo menos quatro pessoas com ferimentos de bala foram levada a um hospital em para Chinar. Os outros quatro feridos foram levados a outras clínicas. No mês passado, mais de 10.000 membros de tribos foram ao Afeganistão para participarem do que chamaram de jihad, ou guerra santa, contra os Estados Unidos. Mais de 50% deles retornaram ao Paquistão depois do colapso da milícia do Taleban. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.