Tribunal adia referendo sobre o governo da Califórnia

Um tribunal federal dos Estados Unidos adiou nesta segunda-feira a realização do referendo sobre o governo da Califórnia. O motivo do adiamento é que algumas das máquinas usadas para a votação são consideradas obsoletas. O referendo estava marcado para 7 de outubro. A decisão do tribunal entrou em vigor imediatamente. Os recursos contra a decisão terão de ser encaminhados à Suprema Corte dentro de uma semana. Depois de fazer pressão pelo referendo que pode revogar o mandato do senador Gray Davis, o oposicionista Ted Costa afirmou que vai recorrer. A ação que pedia o adiamento foi movida pela Associação dos Direitos Civis, que argumentou dizendo que seis condados da Califórnia têm máquinas de votar demasiado antigas. O juiz aceitou que há possibilidade de erros de contagem dos votos. Entre os condados que iriam votar com máquinas antiquadas estão Los Angeles, o mais populoso, além de Sacramento, San Diego, Santa Clara, Solano e Mendocino. Ao todo, eles representam 44% dos eleitores registrados na eleição de 2000.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.