Tribunal chinês mantém condenação de diretores de banco

A Corte Suprema da China ratificou a condenação à morte de dois diretores provinciais do estatal China Construction Bank (CCB), por malversação de milhões de dólares de contas de poupança.Segundo a sentença, Zhou Limin, de 38 anos, roubou mais de US$ 25,5 milhões de setembro de 1997 a outubro de 2000, quando era presidente da filial do banco em Xian, capital da província de Shaanxi. O outro condenado é Liu Yibin, diretor contábil da instituição e que atuou como cúmplice do desfalque.Os dois foram condenados a morte em 2003. A sentença foi ratificada pela Corte Suprema.Não é o primeiro caso de corrupção envolvendo diretores do CCB, um dos quatro grandes bancos estatais. Dois de seus ex-presidentes foram condenados a 15 e 12 anos de prisão por aceitar subornos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.