Tribunal da ONU já condenou 19 acusados por crimes de guerra

Quarenta e seis pessoas já foram entregues ao Tribunal Penal Internacional (TPI) de Haia, instalado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1993. Desse total, 19 já foram condenadas e duas, absolvidas. Além de Milosevic, os dois principais acusados pelo TPI são o ex-chefe político dos sérvios da Bósnia Radovan Karadzic e o ex-líder militar servo-bósnio Ratko Mladic - ambos foragidos. A mais importante acusada detida pelo TPI é Biljana Plavsic, ex-vice-presidente servo-bósnia que se entregou ao tribunal. A maior parte dos delitos investigados pelo TPI diz respeito ao conflito na Bósnia, mas o tribunal tem jurisdição sobre todos os delitos cometidos na ex-Iugoslávia a partir de 1989.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.