Tribunal de Belgrado ordena prisão de Clinton

Um tribunal de Belgrado manteve nesta quarta-feira as sentenças de 20 anos de prisão contra o ex-presidente norte-americano Bill Clinton e outros 13 líderes ocidentais pelo bombardeio promovido pela Otan contra a Iugoslávia, em 1999, e ordenou a captura imediata dos condenados. O tribunal de distrito de Belgrado informou que as notificações e as ordens de prisão foram enviadas a Clinton e aos outros líderes condenados em setembro por crimes de guerra. Os veredictos foram emitidos após um julgamento de quatro dias organizado pelo governo do então presidente Slobodan Milosevic.Os novos líderes iugoslavos consideram "ridículo" o juízo. Hoje, especialistas disseram que a decisão é uma "medida técnica" que não reflete os pontos de vista do novo governo. Acrescentaram ainda que a Corte Suprema anulará as sentenças. Alguns dos sentenciados, entre eles o ex-secretário-geral da Otan, Javier Solana, e o ministro britânico de Relações Exteriores, Robin Cook, visitaram o país sem serem presos.Outros sentenciados são a ex-secretária de Estado dos EUA Madeleine Albright; o ex-secretário de Defesa norte-americano William Cohen; o chanceler alemão Gerhard Schroeder, seus secretários de Relações Exteriores e Defesa; o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, e seu ex-secretário de Defesa; o presidente francês Jacques Chirac, seus ministros de Relações Exteriores e Defesa; e o comandante aposentado da Otan, Wesley Clark.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.