Tribunal de Haia não é internacional, diz presidente iugoslavo

O presidente da Iugoslávia, Vojislav Kostunica, disse hoje que o tribunal da Organização das Nações Unidas (ONU) em Haia, na Holanda, onde está sendo julgado o ex-presidente iugoslavo Slobodan Milosevic, "não pode ser definido como internacional por defender mais interesses" dos Estados Unidos do que do resto do mundo.A declaração de Kostunica foi feita à revista iugoslava Vreme e faz parte da disputa interna entre o chefe de Estado federal e o primeiro-ministro da República da Sérvia, Zoran Djindjic, favorável à extradição de Milosevic ao tribunal de Haia, apesar de que aparentemente foi iniciada uma etapa de diálogo."Esta corte não pode ser definida como internacional, pois defende a interesses precisos de países bem definidos, mais interesses norte-americanos do que mundiais", afirmou Kostunica homem que no ano passado venceu as eleições contra Milosevic com uma coalizão opositora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.