Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Tribunal do Iraque condena à forca número três de Saddam

O Tribunal de Cassação de Bagdá confirmou nesta quinta-feira, 15, a pena de morte de Taha Yassin Ramadan, o "número três" do regime de Saddam Hussein, que será executado na forca.O Tribunal de Cassação é a última instância à qual os condenados podem apelar, por isso a execução é dada como certa e pode ser realizada nas próximas 48 horas, segundo fontes judiciais.Ramadan foi condenado à prisão perpétua pelo Supremo Tribunal Penal, em 5 de novembro de 2006, pelo caso Dujail. Em 1982, 148 xiitas foram executados em Dujail por participação em uma tentativa frustrada de assassinato do então presidente Saddam Hussein.O governo iraquiano, no entanto, apelou da sentença de prisão perpétua com o argumento de que era "muito benévola".Ramadan, que na época das execuções em Dujail era o chefe do Exército, foi condenado pelos crimes de "participar do assassinato de 148 xiitas", "crimes contra a humanidade" e "confisco ilegal de terrenos agrícolas e outras propriedades".Os outros condenados à morte pelo caso Dujail foram executados cinco dias depois da decisão judicial definitiva do Tribunal de Cassação, embora no caso de Ramadan a execução posa ser adiantada, segundo fontes jurídicas.O governo não anuncia previamente a data nem o momento da execução, que costumam ocorrer durante a madrugada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.