Tribunal espanhol aprova proibir véus que cobrem rosto

Um tribunal espanhol aprovou a proibição do uso de véus islâmicos que cubram o rosto nos prédios públicos da cidade de Lleida, no norte do país. Em 2010, a cidade se tornou a primeira da Espanha a impor esse tipo de restrição.

AE, Agência Estado

09 de junho de 2011 | 16h18

O Tribunal Superior de Justiça Catalão havia suspendido a proibição depois de uma associação muçulmana local ter entrado com um recurso alegando que se tratava de uma violação dos direitos básicos do cidadão.

O tribunal decidiu ontem que a cidade tinha o direito de proibir a vestimenta nos prédios municipais por motivos de segurança e identificação. A Justiça também apoiou o argumento da prefeitura de Lleida de que os véus são discriminatórios.

Outras cidades espanholas deram passos similares, mas suas proibições do uso da burca ainda não entraram em vigor. A proibição em Lleida é amplamente simbólica, uma vez que apenas 3% de sua população é muçulmana e poucas mulheres usam vestuário que cobre o rosto. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.