Tribunal espanhol proíbe marcha de ateus na 5ªF Santa

Um tribunal da Espanha proibiu os ateus de realizarem uma marcha em Madri hoje, Quinta-Feira Santa, dizendo que ela seria ofensiva aos espanhóis católicos que celebram a Páscoa com suas próprias procissões. Em uma decisão tomada ontem, o Tribunal Superior de Justiça de Madri confirmou a proibição que havia sido imposta na semana passada pelo Ministério do Interior para a região de Madri.

AE/AP, Agência Estado

21 de abril de 2011 | 10h17

O ministério havia argumentado, entre outras coisas, que a marcha planejada para o distrito de Lavapiés passaria por várias igrejas católicas e poderia provocar confrontos com os católicos conservadores. O tribunal acrescentou que é necessário "proteger a imagem turística" da cidade.

A Associação dos Ateus e Pensadores Livres de Madri, um dos grupos organizadores da marcha, afirmou que a proibição mostra que não existe separação entre a Igreja e o Estado na Espanha, um país majoritariamente católico. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EspanhaPáscoamanifestação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.