Tribunal faz alegação de inocência por Karadzic

O ex-líder servo-bósnio Radovan Karadzic recusou-se ontem a se pronunciar sobre as 11 acusações contra ele no Tribunal Penal Internacional para a ex-Iugoslávia (TPII), incluindo genocídio e crimes de guerra. Para que o julgamento pudesse começar, o juiz do caso apresentou uma alegação de inocência em nome de Karadzic. A Cruz Vermelha divulgou ontem que ainda há 17 mil desaparecidos na guerra da ex-Iugoslávia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.