Tribunal ordena ao Twitter que dê dados de colaboradores ao governo americano

Um tribunal dos EUA ordenou que o site de microblogs Twitter dê detalhes sobre as contas do site WikiLeaks e de vários de seus apoiadores como parte de uma investigação criminal sobre a divulgação de centenas de milhares de documentos confidenciais. A intimação obtida pelo Departamento de Justiça dos EUA - datada de 14 de dezembro e divulgada na sexta-feira - diz que os registros procurados no site de microblogs são "relevantes para uma investigação criminal em curso". O tribunal ordenou que o Twitter dê informações sobre a conta do fundador do WikiLeaks, Julian Assange, e de Bradley Manning, analista de inteligência do Exército suspeito de vazar os documentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.