Tribunal pede fim do sítio em Pando

A Corte Nacional Eleitoral (CNE) da Bolívia pediu que o governo de Evo Morales encerre o estado de sítio decretado em setembro no Departamento (Estado) de Pando, no norte do país, quando 18 camponeses foram mortos em manifestações pró e anti-Evo Morales. O tribunal alega que a medida é necessária para a realização do referendo constitucional previsto para 25 de janeiro. O presidente boliviano reconheceu a necessidade de levantar o sítio, mas alertou para o risco de que ocorram novos distúrbios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.