Tribunal responsabiliza Shell por vazamento na Nigéria

Um tribunal da Holanda decidiu que uma subsidiária da gigante de petróleo Royal Dutch Shell deverá ser responsabilizada por vazamentos de oleodutos que envenenaram uma área agrícola na Nigéria.

AE, Agência Estado

30 de janeiro de 2013 | 11h48

Na decisão anunciada nesta quarta-feira, O Tribunal Civil de Haia rejeitou a maior parte de um caso importante aberto por fazendeiros nigerianos e pelo grupo ambiental Amigos da Terra contra a Shell, dizendo que os vazamentos dos oleodutos fora causados por sabotadores, não por negligência da empresa.

No entanto, em um caso, o juiz ordenou que a Shell Nigeria, uma subsidiária da companhia, compensasse um fazendeiro por violação do dever de cuidar, tornando muito fácil para sabotadores abrir um poço de petróleo que vazou para a sua terra.

Acredita-se que essa foi a primeira vez que um tribunal holandês responsabiliza uma subsidiária estrangeira de uma multinacional por danos ambientais e ordena pagamento de multa. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
NIGÉRIAVAZAMENTOJULGAMENTO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.