Tribunal tunisiano condena jovens acusados de terrorismo

O tribunal de primeira instância de Túnis condenou nesta sexta-feira, 6, cinco jovens tunisianos acusados de colaborar com o grupo terrorista argelino "Al Qaeda no Magrebe", informaram fontes judiciais.Os cinco processados foram condenados a penas de 7 a 16 anos de prisão, e todos eles foram reprovado por uma tentativa de ir ao Iraque para combater na insurgência desse país.O principal acusado é o especialista em informática Moncef Baghdadi, que já tinha sido condenado a 12 anos de prisão em outro processo relacionado a atos terroristas.A ata de acusação indica que os detidos recolhiam fundos para ajudar outros "voluntários" a ir à Argélia e receber treinamento militar nos refúgios do grupo salafista argelino.Baghdadi também foi considerado culpado de fabricar artefatos explosivos que deviam ser utilizados em atentados dentro do território tunisiano.Em 24 de março, a Justiça tunisiana condenou outros 14 jovens a penas de quatro a dez anos de prisão por aderir a uma organização terrorista, em referência ao mesmo grupo salafista argelino.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.