Trinta corpos, a maioria degolados, são encontrados no Iraque

As forças de segurança iraquianas descobriram neste domingo os corpos de 30 pessoas, a maioria delas degoladas, perto de Al-Mulaa Abud, nas imediações de Baquba, a 65 quilômetros ao nordeste de Bagdá. Segundo informaram à EFE fontes policiais da província de Diyala, soldados iraquianos encontraram os cadáveres nesta tarde nos dois lados da estrada principal da cidade. As fontes também disseram que os militares transferiram os cadáveres para um hospital de Baquba. O Ministério do Interior disse que militares iraquianos e agentes especiais da Polícia foram enviados ao local para investigar o ocorrido. Baquba e a província de Diyala, onde vivem sunitas e xiitas, têm sido os cenários mais sangrentos desde que começou a onda de violência sectária no Iraque após o atentado de 22 de fevereiro contra um santuário xiita em Samarra. Com o descoberta desta tarde, já são quarenta os cadáveres encontrados neste domingo no Iraque depois que 10 corpos de homens assassinados a tiros e enforcados foram achados em diferentes áreas da capital iraquiana. Alguns dos corpos apresentam sinais de tortura, disse o capitão de polícia Wisam Saad, que lembrou que no sábado sete cadáveres - que tinham as mãos atadas - também foram achados em Bagdá.

Agencia Estado,

26 Março 2006 | 15h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.