Tripulação de Boeing argelino frustra tentativa de seqüestro

Um homem tentou nesta terça-feira seqüestrar um Boeing da empresa Air Algeria, ameaçando a tripulação com o que disse ser uma granada antes de se render aos serviços de segurança, disse a agência oficial da Argélia. Após o avião decolar de Argel, a capital argelina, o homem de 55 anos ordenou que o jato fosse desviado para a cidade suíça de Genebra, informou a APS. A tripulação do Boeing 737, no entanto, conseguiu convencê-lo de que seria melhor levar o avião até Orã, uma das escalas previstas, onde o aparelho seria reabastecido e os passageiros poderiam desembarcar, disse a agência. Nessa cidade, o homem se rendeu aos serviços de segurança e a tentativa de seqüestro terminou ?sem incidentes?, acrescentou a APS. A agência citou apenas o primeiro nome do frustrado seqüestrador, Brahim, a quem qualificou de emocionalmente instável, e não confirmou nem desmentiu que houvesse uma granada dentro da caixa com a qual ele ameaçou a tripulação. Disse que o vôo se dirigia de Argel para Orã e que o Boeing deveria prosseguir carreira até a cidade francesa de Lille, mas não disse quantos passageiros estavam a bordo durante a tentativa de seqüestro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.