Tripulantes de fragata retornam à Argentina

Mais de 280 tripulantes da fragata argentina Libertad, que permanece detida no porto de Tema, em Gana, embarcaram para o país de origem nesta quarta-feira (24). A tripulação estava em Acra desde o último dia 2, quando a justiça de Gana determinou a apreensão do navio-escola da Marinha argentina após pressões do fundo de investimentos americano NML.

AE, Agência Estado

24 de outubro de 2012 | 17h32

Buenos Aires fretou um avião da Air France para levar os tripulantes de volta ao país. Apenas o capitão e alguns oficiais permanecerão em Gana, de forma a fazer a manutenção do navio.

O NML negocia com a Justiça de Gana o direito de vender a fragata, no valor de US$ 20 milhões (R$ 40 milhões), caso o governo argentino não pague uma dívida de US$ 370 milhões ao fundo.

Durante a crise econômica em 2001 e 2002, a Argentina decretou moratória de sua dívida, a qual foi renegociada em 2005. No entanto, alguns credores, como o NML, não aceitaram o acordo e permanecem em disputa com o país em tribunais internacionais.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.