Troca de tiros com militantes deixa 4 mortos na Tunísia

Segundo fontes tunesinas, supostos integrantes da Al-Qaeda teriam passaportes líbios

Agência Estado

18 de maio de 2011 | 10h01

TÚNIS - Um tiroteio entre supostos militantes líbios da Al-Qaeda e soldados da Tunísia terminou com dois suspeitos e dois soldados mortos nesta quarta-feira, 18, informaram funcionários do setor de segurança.

 

Os supostos militantes estavam com cinturões de explosivos e eram "terroristas fortemente suspeitos de pertencer à rede Al-Qaeda", afirmou um funcionário do setor de segurança tunisiano. O confronto ocorreu em Rouhia, 200 quilômetros ao norte de Túnis.

A fonte se recusou a divulgar as nacionalidades dos supostos militantes. Outro funcionário do setor de segurança, porém, disse que eles possuíam passaportes líbios. Um guarda pediu o apoio do Exército após suspeitar dos homens, disse um dos funcionários.

 

Quando os militares chegaram, "dois líbios começaram a disparar e houve uma troca de tiros entre o Exército e esses dois homens", afirmou uma fonte. Um soldado e um coronel tunisianos foram mortos, bem como os dois suspeitos com os passaportes líbios. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
TunísiatiroteiomilitantesAl-Qaeda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.