Tropa brasileira irá recapturar fugitivos, diz coronel

Para minimizar os focos de violência no Haiti, a tropa brasileira vai recapturar prisioneiros que fugiram das cadeias que desmoronaram com o terremoto. Segundo o comandante do batalhão brasileiro, coronel João Batista Bernardes, o serviço de inteligência da missão trabalha para identificar os potenciais criminosos. O militar negou que haja uma onda generalizada de violência no país. "São fatos isolados".

LEANDRO COLON, ENVIADO ESPECIAL, Agencia Estado

19 de janeiro de 2010 | 21h39

Na mesma linha, o embaixador brasileiro no Haiti, Igor Kipman, minimizou os episódios de violência e criticou o aumento maciço de tropas americanas no país. "A situação está sob controle. Não há necessidade de tropas americanas para fazer a segurança do país. Estão falando uma porção de coisas sem fundamento". Para o embaixador, o povo haitiano está se organizando.

Tudo o que sabemos sobre:
HaitiTerremotoBandidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.