Tropa dos EUA deixa Iraque e encerra 9 anos de guerra

As últimas tropas norte-americanas saíram do Iraque hoje, encerrando uma invasão que durou quase nove anos. O último comboio de tropas norte-americanas deixou o Iraque no início do dia, segundo o Wall Street Journal. Caminhões blindados e trailers passaram pela fronteira entre Iraque e Kuwait nas primeiras horas da manhã. Os veículos foram saudados por câmeras de televisão. Alguns veículos acionaram suas buzinas depois de atravessar a fronteira.

EDUARDO MAGOSSI, Agência Estado

18 de dezembro de 2011 | 20h36

Esta marcha foi o último estágio de um esforço logístico altamente orquestrado para tirar todas as tropas norte-americanas do Iraque até 31 de dezembro. O planejamento começou meses atrás, informam os militares.

As tropas norte-americanas saíram do Iraque sob forte proteção, com receio de que insurgentes pudessem realizar ataques. Até o último comboio atravessar a fronteira, uma unidade de resgate da Força Aérea ficou em alerta, esperando um chamado caso algo inesperado acontecesse.

A campanha norte-americana no Iraque começou com choque e terror: um ataque violento, rápido para render os militares do Iraque e decapitar seu líder. A saída foi elaborada para ser praticamente invisível depois de quase nove anos de guerra.

As tropas fizeram um encerramento formal da missão na quinta-feira, em uma cerimônia em Bagdá. Mas as tropas serão sucedidas por uma massiva missão diplomática norte-americana, que irá supervisionar as vendas de equipamentos militares e o trabalho para desarmar as crises sectárias e étnicas que ainda não foram resolvidas.

O último veículo norte-americano cruzou a fronteira entre Iraque e Kuwait as 7h30 (hora local), quando o Sol nasceu no deserto. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueEUAguerratropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.