Tropa dos EUA mata 6 policiais afegãos por engano

Forças Especiais dos Estados Unidos mataram hoje seis policiais afegãos e feriram outros 13 ao confundi-los com rebeldes na cidade de Qalat, capital da província de Zabul. Um civil afegão também foi morto no confronto. As mortes acidentais ocorreram após policiais afegãos atirarem contra os norte-americanos durante uma operação contra um comandante insurgente, segundo um comunicado dos EUA. Os norte-americanos responderam ao fogo, porém só mais tarde descobriram a verdadeira identidade dos alvos."Relatos iniciais indicam que isso foi um caso trágico de erro de identidades dos dois lados", disse um porta-voz militar norte-americano. "Infelizmente, as Forças Especiais não informaram à polícia que eles estavam indo para a vila", afirmou o vice-chefe da polícia provincial, Gilani Khan.Incidentes de "fogo amigo" entre as tropas dos EUA e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e tropas afegãs ocorrem várias vezes durante o ano. O presidente Hamid Karzai condena as mortes de civis durante as operações dos EUA e da Otan, mas já disse que algumas mortes em incidentes do tipo são inevitáveis durante uma guerra.Funcionários do Ministério da Defesa, do Ministério do Interior e das forças norte-americanas viajaram hoje de Cabul até Qalat a fim de investigar as mortes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.