Tropa dos EUA mata membro da Al-Qaeda em Bagdá

Militares norte-americanos informaram hoje que mataram o líder de um dos grupos terroristas de Bagdá pertencentes à rede Al-Qaeda. Mahir Ahmad al-Zubaydi, também conhecido como Abu Assad ou Abu Rami, era o suposto chefe de um grupo insurgente suspeito dos atentados de quinta-feira na capital iraquiana, que tinham como alvo duas mesquitas xiitas.Soldados americanos também mataram a mulher de al-Zubaydi após uma troca de tiros, enquanto tentavam capturar o terrorista em um bairro no norte de Bagdá, disseram os militares. A morte de al-Zubaydi será um duro golpe para a Al-Qaeda no Iraque, disse um porta-voz militar.De acordo com um comunicado dos militares, al-Zubaydi foi o responsável por vários atentados com carros-bomba e morteiros no principal distrito xiita de Bagdá em 2006 e 2007. Entre esses atentados está uma série de explosões que matou mais de 200 pessoas em 23 de novembro de 2006. Este foi um dos ataques mais violentos já ocorridos em Bagdá durante a ocupação norte-americana.Al-Zubaydi também é suspeito de ter planejado e participado de vários seqüestros e execuções filmadas. Em uma dessas fitas, ele é visto atirando em um dos quatro funcionários da embaixada russa que haviam sido seqüestrados em Junho de 2006.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.