Tropas brasileiras recebem alerta para furacão no Haiti

O secretário nacional de Defesa Civil, Jorge Pimentel, enviou nesta segunda-feira uma lista de medidas preventivas a serem executadas pelo comando brasileiro da força de paz no Haiti. De acordo com o Centro Nacional de Furacões do Estados Unidos, o furacão Ivan deve atingir o país na madrugada de quinta-feira. O furacão se formou durante o final de semana, no oceano Atlântico."Ele se desloca a uma velocidade de 28 km/h, com ventos de até 200 km/h. As chances de chegar com essas características ao Haiti são consideráveis", alerta Pimentel. "A situação é preocupante. A população que vive nas encostas, em casas próximas aos rios, devem procurar abrigo em locais mais seguros."O furacão Ivan chamou a atenção das autoridades brasileiras ao se deslocar na direção do norte do Amapá. Com a mudança da rota, ele agora ameaça os cerca de cinco milhões de haitianos que vivem no litoral da pequena ilha. Há duas semanas, o secretário nacional da Defesa Civil esteve no Haiti e constatou a falta de infra-estrutura do país para minimizar os impactos de acidentes naturais. "Não existem abrigos ou ambulâncias. Os hospitais são precários. O Corpo de Bombeiros conta com apenas dois carros", revela Jorge Pimentel. De acordo com o secretário, a tropa brasileira no Haiti está orientada a prestar informações e socorro à população. Após a passagem do furacão, os soldados brasileiros ficarão responsáveis pela coordenação da ajuda humanitária e pelas reconstruções. "Caso aconteça o pior, enviaremos remédios", prevê o secretário. "Também contaremos com a ajuda da ONU, que tem grande experiência nesse tipo de situação." As informações são da Radiobrás.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.