Tropas cambojanas e tailandesas se retiram de região disputada

Região está situada entre as históricas ruínas do templo de Preah Vihear, na fronteira entre os países

Efe,

16 de agosto de 2008 | 03h47

Camboja e Tailândia começaram neste sábado, 16, a retirar suas respectivas tropas da zona fronteiriça cuja soberania disputam. A disputa causa uma crise que os dois países tentam resolver por meio de negociações, disseram fontes oficiais. O general do Exército cambojano, Neang Phat, declarou aos jornalistas, que os contingentes dos dois países iniciaram no começo da manhã a retirada e que "antes de anoitecer a retirada estará completa". No final do mês passado, as delegações da Tailândia e do Camboja se comprometeram após 12 horas de negociações a retirar tropas da região em disputa situada em torno das históricas ruínas do templo de Preah Vihear, construído no século XI e declarado pela Unesco Patrimônio da Humanidade. As duas nações disputam há décadas a soberania do templo Preah Vihear, legado do antigo império khmer, e que visitam a cada ano milhares de turistas. Em 1962, a Corte Internacional de Justiça de Haia determinou que o terreno sobre o qual fica o recinto religioso do antigo reino khmer corresponde ao Camboja, mas a Tailândia resiste a aceitar essa sentença.

Tudo o que sabemos sobre:
CambojaTailândiadisputafronteira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.