Tropas continuam ataque a suposto refúgio terrorista afegão

Tropas afegãs e da coalizão liderada pelos Estados Unidos atacam nesta quinta-feira, pelo segundo dia consecutivo, supostos refúgios de terroristas na província de Kunar, no leste do Afeganistão, como parte de uma nova ofensiva na qual seis rebeldes morreram na última quarta-feira. Em comunicado emitido na noite da última quarta-feira pelo comando americano em Cabul, as forças militares informaram de uma nova operação, denominada "Mountain Lion", nas áreas onde se suspeita que estão refugiados os rebeldes talibãs e seus aliados da Al Qaeda. A operação foi iniciada na madrugada da quarta-feira, quando as tropas conjuntas atacaram por terra e ar o vale de Pech, conhecido por abrigar intensa atividade terrorista, e mataram seis rebeldes, além de apreender grande quantidade de armas e munição. Nicholson afirmou que a missão "livrará grande parte das pessoas inocentes do leste do Afeganistão do medo imposto pelos terroristas", e acrescentou que "esforços antiterroristas como este estenderão, no final, a atuação do governo afegão". O comando americano informou em seu comunicado que a operação duraria o tempo necessário para destruir os refúgios e conter a ação dos terroristas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.