Tropas de paz investigam plano de seqüestro em Cabul

Tropas de paz estrangeiras no Afeganistão investigam um suposto complô para o seqüestro, por pedido de resgate, de funcionários da ONU em Cabul, mas não efetuaram nenhuma detenção até o momento, disse um porta-voz. Acredita-se que o plano envolveria duas gangues que agem no bairro de Kart-e Parwan, na zona norte de Cabul, não muito longe de onde três agentes eleitorais da ONU foram seqüestrados em outubro. Os três foram libertados depois de quase um mês no cativeiro. O tenente Ken MacKillop, porta-voz das forças da Otan no Afeganistão, disse que o novo plano de seqüestro teria como alvo quatro funcionários de um escritório da ONU responsável pelo desarmamento de rebeldes afegãos. "Nós compartilhamos essas informações com as agências afegãs de segurança e com a ONU", afirmou MacKillop. Ele não forneceu mais nenhum detalhe, sob a alegação de que a investigação continua em andamento. Funcionários da ONU não foram encontrados para comentar o assunto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.