Tropas dos EUA e do Iraque matam 50 insurgentes em Bagdá

Tropas dos Estados Unidos e do Iraque, apoiadas por aviões de guerra americanos, mataram 50 supostos insurgentes numa batalha de várias horas no centro de Bagdá nesta terça-feira, anunciou o Ministério da Defesa iraquiano.Também nesta segunda-feira, um avião de carga transportando trabalhadores turcos da companhia de construção Kulak caiu enquanto se preparava para pousar numa base aérea americana em Balad, 80 km ao norte de Bagdá, matando 30 e ferindo dois, segundo o Ministério do Exterior da Turquia. O ministério atribuiu a queda ao mau tempo. O Antonov-26 havia levantado vôo da cidade sulista turca de Adana com 29 turcos, um americano e três tripulantes da Moldávia, um da Rússia e um da Ucrânia. Jatos e helicópteros dos EUA fizeram diversos bombardeios na região da rua Haifa, nas proximidades da Zona Verde - um setor murado e altamente protegido em Bagdá, que abriga a Embaixada americana e departamentos do governo iraquiano.O major general Ibrahim Shaker, porta-voz do Ministério da Defesa, disse que 21 militantes foram capturados, entre eles sete combatentes árabes - três sírios, um sudanês e três outros."A operação de hoje visou eliminar os terroristas da rua Haifa e bairros próximos", disse Shaker.Segundo a polícia, os confrontos tiveram início quando insurgentes atacaram postos de checagem do Exército iraquiano, e os soldados pediram a ajuda dos militares dos EUA. As forças americanas bloquearam as estradas e se juntaram aos soldados iraquianos na investida contra casas em busca dos homens armados, disse a polícia. O porta-voz do governo Ali al-Dabbagh afirmou que as forças iraquianas haviam decido erradicar "esconderijos terroristas" na área de uma vez por todas. "Se Deus quiser, a rua Haifa nunca mais ameaçará novamente o povo iraquiano", disse.Para al-Dabbagh, seguidores de Saddam Hussein foram responsáveis pela violência."Isso nunca teria ocorrido se alguns grupos não oferecessem abrigo seguro para esses terroristas. E, todos sabem, os antigos baathistas oferecem abrigo seguro e logística para eles desestabilizarem o Iraque", acusou.A rua Haifa há muito é um território da insurgência sunita e abrigou muitos altos integrantes do Partido Baath durante o regime de Saddam.Texto atualizado às 13h15 para correção do local da queda do avião turco

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.