Tropas dos EUA matam 22 rebeldes no Afeganistão

Militares detiveram oito suspeitos e acharam um arsenal composto por dezenas de rifles de assalto e granadas

Efe,

20 de janeiro de 2009 | 06h20

Pelo menos 22 supostos insurgentes, entre eles dois líderes, morreram em operações militares lançadas pelas tropas da coalizão comandada pelos Estados Unidos no sul e no leste do Afeganistão, informou nesta terça-feira, 20, o Exército americano. Um líder taleban, identificado como Mullah Patang e supostamente relacionado com a coordenação de ataques com explosivos, morreu na segunda-feira junto a outros 18 insurgentes em uma ofensiva da coalizão no vale de Tagab, na província oriental de Kapisa, segundo um comunicado. As tropas lançaram uma batida contra refúgios da insurgência quando grupos de homens armados iniciaram um tiroteio contra os militares, que responderam ao ataque com armas leves e bombardearam as posições dos insurgentes. Na operação, os militares detiveram oito suspeitos e acharam um arsenal composto por dezenas de rifles de assalto e granadas. Na província de Kandahar, no sul do país, as tropas mataram dois insurgentes, entre eles o comandante Abdul Rahim Akund, em uma ofensiva contra refúgios rebeldes no distrito de Panjawi. Fora isso, em uma outra operação, um insurgente morreu e outros dois foram detidos no distrito de Jaldak, na província de Zabul. Na província oriental de Khost, uma força conjunta das tropas da coalizão e do Exército afegão deteve um suposto membro da rede Haqqani relacionado com líderes rebeldes fora do país.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.