Tropas filipinas saem do Iraque em agosto

O pequeno grupo de efetivos filipinos no Iraque se retira do país em 20 de agosto, informou o porta-voz da presidente Gloria Macapagal Arroyo, Ignacio Bune, neste sábado, em Manila. O anúncio da retirada é aparentemente uma resposta à ameaça feita por rebeldes iraquianos, uma vez que anteriormente o governo das Filipinas cogitara a hipótese de ampliar a missão de seus 51 soldados.Na quarta-feira, militantes iraquianos sequestraram o motorista filipino Angelo de la Cruz e afirmaram que o decapitariam caso as tropas das Filipinas não se retirassem. Os sequestradores deram prazo de três dias para as autoridades do país asiático se manifestar.?Nossas ações futuras serão guiadas pelas decisões do Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas), como está previsto na resolução 1546, que define o papel das Nações Unidas e de seus países membros no futuro do Iraque?, comunicou Bune.

Agencia Estado,

10 de julho de 2004 | 06h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.