Tropas internacionais buscam 870 fugitivos no Afeganistão

Prisioneiros fogem de prisão após ataque do Taleban; cerca de 390 insurgentes estão entre os foragidos

Agências internacionais,

14 de junho de 2008 | 16h14

Tropas internacionais e afegãos buscaram neste sábado, 14, os 870 prisioneiros, entre eles 390 insurgentes, que escaparam na sexta-feira da principal prisão de Kandahar, no sul do Afeganistão, depois de um ataque lançado por militantes do Taleban, autoridades afegãs informaram neste sábado, 14.   Autoridades iniciaram uma investigação para averiguar se funcionários do governo estão envolvidos no ataque promovido por dezenas de combatentes taleban que atacaram a prisão. Nove policiais foram mortos no ataque, ocorrido na sexta-feira. A ofensiva envolveu dois homens-bomba, um caminhão-bomba e foguetes, que destruíram o portão da frente e um dos andares da prisão. Fontes da Otan acreditam que o número de fugitivos tenha sido maior, em torno de 1.100.   Kandahar é um dos principais campos de batalha dos insurgentes taleban contra o presidente, Hamid Karzai, e também contra as tropas americanas e da OTAN. Em maio, os presos do Taleban fizeram uma greve de fome contra as condições de carceragem e somente terminaram o protesto depois que uma delegação parlamentar prometeu atender aos pedidos dos presos. Cerca de 400 prisioneiros afirmavam que não tiveram acesso a julgamentos justos e alguns reclamavam que teriam sofrido tortura.

Mais conteúdo sobre:
AfeganistãoTaleban

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.