Tropas israelenses cercam Jenin

Tropas e tanques do Exército de Israel cercaram hoje a cidade de Jenin, na Cisjordânia. Os militares, no entanto, não invadiram a cidade. Quatro palestinos foram feridas, dois deles gravemente, durante tiroteios com os israelenses.Testemunhas disseram que os tanques começaram a disparar contra a cidade e um campo de refugiados vizinho por volta das 3 horas locais destruíram as instalações de energia elétrica. Porém, ainda de acordo com as testemunhas, as forças israelenses não ingressaram em território palestino.O escritório do primeiro-ministro israelense disse que Jenin se tornou "um vespeiro", de onde foram planejados os mais recentes atentados suicidas contra Israel. Em nota oficial, o escritório publicou uma lista dos ataques nos quais vários israelenses foram mortos.A tensão aumenta as dúvidas sobre um possível diálogo entre o presidente da Autoridade Palestina, Yasser Arafat, e o ministro do Exterior de Israel, Shimon Peres. De acordo com a Rádio do Exército de Israel, o encontro pode ser cancelado se as tropas invadirem a cidade de Jenin.Mais cedo, dois soldados israelenses morreram num ataque nas proximidades do povoado cisjordaniano de Tulkarem, informou a Rádio do Exército de Israel. A polícia informou que houve uma troca de tiros nas proximidades da fronteira entre Israel e Cisjordânia, a qual deixou vítimas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.