Tropas israelenses entram em Belém

O Exército israelense entrou na madrugada desta sexta-feira na cidade de Belém, na Cisjordânia, horas depois do atentado suicida que matou 11 pessoas na explosão de um ônibus em Jerusalém. Autoridades israelenses afirmaram que uma nova incursão em Belém seria ?inevitável?, já que o palestino suicida era morador da cidade. As tropas estão à procura de 30 palestinos envolvidos neste atentado. Segundo responsáveis dos serviços de segurança palestina, os israelenses também reocuparam Beit Jala, próximo de Belém, e impuseram toque de recolher. Doron Spielman, porta-voz do Exército de Israel, disse que a ofensiva irá ?mudar a realidade de Belém.? Ele argumentou que as tropas israelenses deixaram a cidade em agosto e que os palestinos criaram uma ?estrutura terrorista? e prepararam o atentado desta quinta-feira. ?A Autoridade Palestina falhou gravemente na missão de prevenir novos atentados?. A rádio militar disse que as forças israelenses estavam a caminho da igreja da Natividade para impedir que os terroristas se refugiassem nela. Em abril deste ano, dezenas de palestinos ficaram durante 39 dias refugiados na igreja. Ainda nesta madrugada, em Gaza, um policial palestino foi morto por disparos de tanques israelenses próximo da colônia de Netzarim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.