Tropas israelenses pedem a civis que abandonem aldeias libanesas

Os comandantes das tropas israelenses queenfrentam a milícia do Hezbollah no sul do Líbano voltaram a recomendar aos habitantes das aldeias da região que abandonem suas casas, advertndo que "em breve haverá um ataque", informou a rádiopública de Israel. O aviso foi transmitido por uma emissora de rádio que pode ser sintonizada no sul do Líbano e por meio de panfletos. Os aldeões protestam. Devido ao bloqueio das estradas e às ações militares, eles enfrentam dificuldades para se deslocar rumo aonorte do país. O chefe de operações do Comando do Norte de Israel, coronel Alon Fridman, confirmou à emissora que o objetivo de suas tropas não é ocupar as localidades libaneses e sim "controlar pontos paraobservar as atividades dos terroristas" do Hezbollah.O Gabinete de Segurança israelense tem reunião na manhã desta quinta-feira para, possivelmente, ordenar às Forças Armadas uma ampliação das operações terrestres.Líder xiita pede tropas em IsraelO dignitário xiita libanês Mohammed Hussein Fadlallah, antigo líder espiritual do Hesbollah, afirmou que os xiitas do Líbano não se opõem à presença de tropas multinacionais na fronteira do país com Israel, desde que "estejam do lado israelense da fronteira"."Nós não precisamos dessas tropas e sim os israelenses. Então, elas têm que ficar do outro lado", disse Fadlallah, em declarações à rede de TV Al Jazira. "Por que nos obrigam a receber essas tropas em nosso país?", perguntou. "Mandem os soldados para Israel", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.