Tropas lutam contra invasores do shopping do Quênia

As forças especiais do Quênia ainda estão lutando contra "um ou dois" militantes islâmicos que invadiram o shopping de Nairóbi neste sábado, informam fontes envolvidas na operação desta terça-feira.

Agência Estado

24 Setembro 2013 | 03h52

Segundo as fontes, os militantes foram localizados e isolados em um dos andares superiores do complexo. De acordo com testemunhos, tiroteios esporádicos e explosões podem ser ouvidos vindo de dentro do shopping.

Os enfrentamentos ocorreram pouco depois que o governo queniano disse que a situação no centro comercial já estava sob controle das forças de segurança do Quênia.

As fontes de segurança confirmaram que um número de reféns havia sido resgatado e levado para um hospital militar. Militantes do grupo radical somali Al-Shabab, ligado à Al-Qaeda, assumiram a responsabilidade pelo atentado. Pelo menos 60 pessoas morreram e 200 ficaram feridas com o atentado. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
QUÊNIAATENTADOSHOPPING

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.