Tropas paquistanesas atiram contra helicóptero dos EUA

Tropas paquistanesas e membros de tribos abriram fogo quando dois helicópteros norte-americanos cruzaram o espaço aéreo do país vindo do Afeganistão, informaram hoje funcionários da inteligência do Paquistão. O incidente teria ocorrido no domingo, no Waziristão do Norte. O Exército paquistanês e os militares dos Estados Unidos no Afeganistão afirmaram não saber nada sobre a suposta incursão, que poderia aumentar as tensões entre Islamabad e Washington.Os dois funcionários do setor de inteligência falaram sob condição de anonimato. Segundo eles, os helicópteros não realizaram disparos e retornaram em seguida ao espaço aéreo afegão, sem aterrissar.Uma série de supostos ataques realizados com mísseis norte-americanos na região fronteiriça e uma operação de aeronaves dos EUA que matou 15 pessoas enfureceram os líderes paquistaneses e causaram embaraço. O presidente do Paquistão, Asif Ali Zardari, se dirige a Nova York para a Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). O líder recém-eleito também deve se reunir com o presidente dos EUA, George W. Bush.Na semana passada, um porta-voz militar afirmou que os soldados haviam recebido ordens para atirar, caso as tropas norte-americanas cruzassem novamente a fronteira. Washington demonstra há tempos preocupação com o uso pelo Taleban e pela Al-Qaeda de áreas tribais na fronteira como bases para ataques às forças norte-americanas e à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em território afegão.O Paquistão insiste que tem feito todo o possível para combater os extremistas. O país sustenta que os ataques unilaterais apenas aprofundarão a simpatia tribal pelos militantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.