Tropas paquistanesas reforçam resgate em áreas inundadas

Tropas paquistanesas reforçam resgate em áreas inundadas

Os militares resgataram 29.295 pessoas com helicópteros e barcos, enquanto outros 47.963 foram retirados das áreas de risco

Estadão Conteúdo

12 de setembro de 2014 | 11h57

O Exército paquistanês reforçou nesta sexta-feira os esforços de resgate devido à destruição causada por enchentes após fortes chuvas na maioria dos distritos da província de Punjab, no leste do país, deixando milhares de pessoas sem casa.

O Exército do Paquistão informou que helicópteros estavam resgatando pessoas de telhados e entregando comida em áreas alagadas. Até o momento, os militares resgataram 29.295 pessoas com helicópteros e barcos, enquanto outros 47.963 foram retirados das áreas de risco por serviços de resgate civis, informou Ali Imam Syed, um funcionário de serviços de emergências em Punjab.

Depois de destruir centenas de vilarejos no distrito de Jhang nesta semana, as enchentes desta sexta-feira atingiram Multan, Bahwalpur e Rahim Yar Khan, distritos de Punjab. Tropas distribuíram por via aérea porções de alimentos. Três mortes foram registradas, segundo o porta-voz de gestão de desastres, Reema Zuber.

As enchentes, que começaram em 3 de setembro, mataram até agora 264 pessoas no Paquistão e na região paquistanesa da Caxemira e 200 no lado indiano da disputada região.

Na região da Caxemira controlada pela Índia, os alagamentos começaram a diminuir, mas há preocupações sobre a possibilidade de doenças causadas por água contaminada nas áreas devastadas. Autoridades indianas informaram que o Exército e médicos reforçaram os acampamentos médicos para tratamento de pessoas afetadas pelas enchentes na parte indiana da Caxemira, onde há relatos de doenças causadas por água contaminada, como cólera e diarreia.

Shakila Butt, que coordena o hospital de AL Ameen na região indiana da Caxemira, espera uma grande fluxo de pacientes nos próximos dias e pediu às autoridades e a organizações não-governamentais para enviarem suprimentos médicos. "Há chances de doenças epidêmicas", alertou.

O governo indiano disse que suas 80 equipes de médicos militares trataram mais de 21.500 pacientes nesta semana nos hospitais de Avantipu, Pattan e Anantnag, no vale da Caxemira. O Exército indiano também reforçou 19 campos de desabrigados em Srinagar e outras regiões. Autoridades indianas afirmaram que 84 aviões de carga e helicópteros e 30 mil tropas estavam participando das operações de resgate. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
PaquistãoÍndiaenchentes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.