Tropas russas deixam posição perto da Abkházia

Forças russas deixaram hoje uma posição próxima da fronteira com a região separatista da Abkházia. O presidente do Conselho de Segurança Nacional da Geórgia, Alexander Lomaia, disse que os russos abandonaram uma posição na cidade de Ganmukhuri. Trata-se do primeiro sinal de que o Exército da Rússia está recuando às posições anteriores ao conflito travado com a Geórgia no mês passado.A TV georgiana transmitiu imagens da população comemorando. Segundo Lomaia, no entanto, a Rússia ainda mantém 23 posições dentro da Geórgia. Um acordo negociado pelo presidente da França, Nicolas Sarkozy, e assinado ontem pelo líder russo, Dmitry Medvedev, determina que Moscou deve abandonar todas essas posições dentro de um mês.Mais cedo, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, disse que soldados russos ainda permanecerão por muito tempo nas regiões separatistas georgianas da Ossétia do Sul e da Abkházia.O chanceler russo defendeu que a presença militar nas duas províncias separatistas é necessária para impedir que a Geórgia volte a tentar usar a força para recuperar o controle dessas regiões. Sem mencionar números, Lavrov antecipou que a Rússia formalizará a presença de suas tropas por intermédio da assinatura de acordos com os governos autônomos das duas regiões.A Abkházia e a Ossétia do Sul romperam com a Geórgia em meio à dissolução da União Soviética e declararam independência de Tbilisi no início da década passada. Em agosto último, Rússia e Geórgia travaram uma breve guerra depois de forças georgianas terem lançado uma ofensiva militar contra a Ossétia do Sul. A Rússia mantinha forças de manutenção de paz nas duas regiões separatistas antes da ofensiva militar georgiana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.