Tropas sírias dispersam protesto após discurso de Assad

Moradores da cidade portuária de Lakatia, na Síria, disseram que tropas do governo abriram fogo durante um protesto realizado no local. Dois moradores disseram ter ouvido disparos feitos com munição de verdade. Não ficou claro se os militares dispararam para o ar ou contra os manifestantes. As testemunhas pediram que seus nomes não fossem divulgados, por temerem represálias.

AE, Agência Estado

30 Março 2011 | 13h14

O protesto teve início logo depois do presidente Bashar al-Assad ter feito seus primeiro discurso desde o início das manifestações no país, quase duas semanas atrás. Ele culpou "conspiradores" pela onda dissidente contra seu regime, mas não encerrou o estado de emergência - vigente desde 1963 - ou ofereceu qualquer concessão, como era esperado. Falando ao Parlamento, Assad afirmou que a Síria passa por um teste de sua unidade. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.