Tropas sírias impedem ataque suicida em Alepo

Tropas sírias mataram um homem que pretendia realizar um ataque suicida na cidade de Alepo, um dia depois das devastadoras explosões ocorridas em Damasco, informou a televisão estatal nesta sexta-feira.

AE, Agência Estado

11 Maio 2012 | 13h43

"As autoridades sírias impediram uma tentativa de ataque suicida na área de Al-Shaar, em Alepo, e matou o homem que faria o ataque", informou a emissora, que também disse que o carro do atacante levava quase 1.200 quilos de explosivos.

O Observatório Sírio pelos Direitos Humanos, grupo ativista sediado em Londres, informou que tropas sírias abriram fogo contra manifestantes em Damasco, nesta sexta-feira, ferindo cinco pessoas. "Cinco pessoas ficaram feridas quando tropas do regime abriram fogo no bairro de Tadamon", disse o grupo.

Milhares de pessoas participam de protestos em todo o país nesta sexta-feira.

A União Europeia (UE) se prepara para enviar 25 veículos blindados para a Síria com o objetivo de dar suporte à missão da Organização das Nações Unidas (ONU), informou um diplomata da UE nesta sexta-feira.

Os veículos ajudarão os monitores da ONU a se movimentarem livremente pelo país, disseram os diplomatas.

No mês passado, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu que a UE apoiasse a missão, fornecendo cobertura militar para os observadores, que não portam armas.

O custo dos veículos é estimado entre ? 7 milhões e US$ 10 milhões, recursos que sairão diretamente do orçamento da UE, disse a fonte. "É provável que eles sejam enviados à Síria nos próximos dias e não de semanas", revelou uma outra fonte diplomática.

A UE também vai impor novas sanções contra duas empresas e três pessoas da Síria, informaram diplomatas nesta sexta-feira. Dentre as medidas estão o congelamento de ativos e proibição de emissão de vistos.

As ações, que têm como objetivo "as principais fontes de receita para o regime", serão definidas durante conversações entre ministros de Relações Exteriores da UE, marcadas para segunda-feira. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Síria violência ataque Alepo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.