Tropas sírias invadem mesquita e matam quatro pessoas

Tropas sírias mataram pelo menos quatro pessoas neste sábado em uma invasão de uma mesquita que se tornou um ponto de concentração para manifestantes do sul da cidade sitiada de Daraa. Em Damasco, forças de segurança impediram dezenas de mulheres de protestarem no Parlamento para que o presidente Bashar Assad encerre o conflito que já dura seis semanas.

Agência Estado

30 de abril de 2011 | 16h52

Mais membros do partido governante de Assad pediram demissão em protesto, à medida que os ativistas de direitos humanos afirmam que o número de mortos pelas forças de segurança do governo subiu para 535. As ações do governo sírio já levaram à condenação internacional e penalidades financeiras dos Estados Unidos.

O ataque militar na mesquita de Omari, em Daraa, aconteceu um dia depois de 65 pessoas serem mortas, a maioria delas na fronteira entre a Síria e a Jordânia. Esta última sexta-feira foi o segundo dia com mais mortes desde que os conflitos tiveram início em Daraa em meados de março. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaMesquitastropasmortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.