Tropas sírias se retiram de algumas zonas do Líbano

Cerca de 1.000 dos 20.000 soldados sírios no Líbano começaram a desmantelar suas bases perto de Beirute e em zonas do leste e oeste do país, preparando-se para uma retirada em direção à fronteira ou para abandonar o território libanês. A Síria, que exerce grande influência no Líbano, não fez comentários sobre a retirada parcial de suas tropas. Funcionários do governo de Beirute consideraram a ação uma tentativa do governo de Damasco de aplacar as críticas no Ocidente e no Líbano. O abandono pelas tropas sírias das localidades costeiras de Halde e Aramount, ao sul da capital libanesa, começou na segunda-feira à noite e poderia terminar nesta terça-feira, disse à Associated Press um funcionário libanês que pediu para não ser identificado. Por um acordo assinado em 1989 para pôr fim à guerra civil no Líbano, a Síria - que tem um importante papel no processo de paz no Oriente Médio - é o país garante da trégua entre as comunidades cristã e muçulmana do país árabe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.