AFP PHOTO/EDUARDO MUNOZ ALVAREZ
AFP PHOTO/EDUARDO MUNOZ ALVAREZ

Tropeço do papa Francisco foi causado por problema na perna

Segundo diretor de imprensa do Vaticano, idade avançada do pontífice contribui para que ele pareça "um pouco cansado"

Claudia Trevisan, O Estado de S. Paulo

27 Setembro 2015 | 11h24

Os tropeços do papa Francisco na escada de acesso ao avião que o levaria de Nova York à Filadélfia, ontem, foram provocado por problemas que o pontífice tem na perna, que às vezes dificultam sua locomoção, disse o diretor de imprensa do Vaticano, padre Federico Lombardi. “É algo que ele trouxe de sua vida passada”, observou, em referência ao período anterior à sua nomeação como pontífice.

Lombardi apontou como outras causas a idade do papa, 78 anos, e o fato de ele estar  “um pouco cansado” em razão da agenda intensa nos EUA. Segundo ele, Francisco trata do problema nas pernas com sessões de fisioterapia. Apesar disso, há momentos em a dificuldade de locomoção é mais acentuada. Além dos tropeços na escada de acesso ao avião, a dificuldade do papa de caminhar ficou evidente em alguns momentos do Festival das Famílias, quando se levantava para cumprimentar pessoas que davam testemunhos sobre sua experiência pessoal.

O papa encerra hoje sua visita de seis dias aos Estados Unidos, com uma missa na Filadélfia que deve atrair pelo menos 1 milhão de pessoas. Na manhã do domingo, ele se encontrou com cinco vítimas de abuso sexual praticado por integrantes da Igreja Católica dos Estados Unidos. Em seguida, ele falou sobre o assunto durante encontro com bispos e prometeu uma “cuidadosa fiscalização” para que os jovens sejam protegidos e que os responsáveis sejam punidos. “Nós devemos a cada um deles gratidão por seu valor, já que sofreram abuso terrível”, disse o papa. 

Mais conteúdo sobre:
papa Francisco EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.