REUTERS/Rick Wilking
REUTERS/Rick Wilking

Trump aceita fechar sua fundação, anuncia procuradora de NY

Segundo a Justiça americana, presidente americano usava a Trump Foundation para pagar despesas pessoais; promotora Barbara Underwood diz que decisão é 'vitória para o império da lei' e explica que bens serão distribuídos entre outras obras de caridade

O Estado de S.Paulo

18 Dezembro 2018 | 14h43

NOVA YORK - O presidente americano, Donald Trump, aceitou fechar sua fundação de caridade, a Trump Foundation, acusada de "persistente conduta ilegal", anunciou nesta terça-feira, 18, a procuradora-geral de Nova York, Barbara Underwood.

Barbara, que é democrata, informou que a fundação será dissolvida e seus bens serão distribuídos entre outras obras de caridade. O acordo, no entanto, ainda precisa ser aprovado por um juiz do Estado de Nova York.

"É uma importante vitória para o império da lei, deixando claro que as regras são iguais para todos", afirmou a procuradora em um comunicado.

Segundo a Justiça, a fundação era usada pelo bilionário para pagar despesas pessoais e também ajudou a alavancar sua campanha presidencial, em 2016.

A Casa Branca e um advogado da Fundação foram contactados, mas ainda não comentaram o acordo. Anteriormente, Trump já havia dito que o processo movido por Barbara era uma "invenção de uma democrata desprezível de Nova York".

O acordo foi anunciado pouco menos de um mês depois de o juiz Saliann Scarpulla, de Nova York, rejeitar uma moção do presidente para encerrar o processo. / AFP, REUTERS e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.