AFP PHOTO / SAUL LOEB
AFP PHOTO / SAUL LOEB

Trump afirma que está ‘trabalhando duro’ durante suas férias

Presidente voltou a atacar a imprensa, dizendo que ela publica ‘notícias falsas’, e fez referências aos jornais 'The New York Times' e 'The Washington Post', e às emissoras de televisão CNN, ABC, NBC e CBS

O Estado de S.Paulo

07 Agosto 2017 | 14h49

WASHINGTON - O presidente dos EUA, Donald Trump, celebrou nesta segunda-feira, 7, a força de sua base política, questionando recentes pesquisas de popularidade que apontam o contrário, e disse que está "trabalhando duro" em suas férias iniciadas no fim de semana.

"A base de Trump está muito maior e mais forte do que nunca", afirmou no Twitter o presidente, que está em seu clube de golfe em New Jersey, onde vai passar os 17 dias de "férias de trabalho", de acordo com seus colaboradores.

Trump voltou a atacar a imprensa, a qual, segundo ele, publica "notícias falsas", referindo-se especialmente ao jornais The New York Times e The Washington Post, e às emissoras de televisão CNN, ABC, NBC e CBS.

"Difícil acreditar que com #NotíciasFalsas 24 horas por dia na CNN, ABC, NBC, CBS, NYTIMES & WAPO, a base de Trump esteja cada vez mais forte", disse ele, citando seus comícios na Pensilvânia, na Virgínia Ocidental e em Ohio.

Entre os temas que o presidente considera que o aproximaram ainda mais de seus seguidores, ele mencionou a "história de conluio com a Rússia", o "recorde do Mercado de Valores", a "segurança fronteiriça" e o "entusiasmo econômico".

Uma pesquisa publicada por The Washington Post-ABC News mostrou, há duas semanas, uma queda de seis pontos na popularidade de Trump desde abril, que foi reduzida de 42% para 36%.

Trump, que tomou posse no dia 20 de janeiro, começou no fim de semana seu descanso de verão. "Trabalho duro de New Jersey, enquanto a Casa Branca passa por renovações planejadas há tempos", garantiu em uma série de tuítes, em meio aos quais anunciou que irá a Nova York esta semana "para mais reuniões".

No sábado 5, ele já havia tuitado que "não são férias! - reuniões e telefonemas!". Durante sua campanha eleitoral, o republicano acusou com frequência seu antecessor, o democrata Barack Obama, de passar tempo demais nos "greens", os campos de golfe. / AFP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.