Doug Mills/The New York Times
Doug Mills/The New York Times

Trump ameaça vetar orçamento aprovado pelo Congresso por falta de verba para muro

Em mensagem no Twitter, presidente americano acusou democratas de 'abandonar totalmente' os beneficiários do Daca e de não garantir verbas para a construção do total do muro na fronteira com o México, que disse ser uma necessidade para a defesa dos EUA

O Estado de S.Paulo

23 Março 2018 | 10h55

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou nesta sexta-feira, 23, vetar o orçamento de US$ 1,3 trilhão aprovado pelo Congresso por questões relacionadas à imigração, incluindo a falta de recursos para seu muro com o México e para os jovens beneficiados pelo programa Daca.

Câmara dos deputados dos EUA aprova Orçamento, mas muro de Trump terá pouca verba

"Estou considerando vetar o orçamento com base no fato de que mais de 800.000 beneficiários do Daca foram totalmente abandonados pelos democratas (não são sequer mencionados na Lei) e que o MURO NA FRONTEIRA, que precisamos desesperadamente para nossa Defesa Nacional, não foi completamente financiado", escreveu o presidente em sua conta no Twitter.

Mais cedo, o Senado americano votou pela aprovação do projeto de lei para financiamento do governo com amplos aumentos dos gastos militares e não militares, enviando-o ao presidente.

A expectativa era de que o projeto seja promulgado e, com a assinatura de Trump, evistasse a paralisação do governo e mativesse as agências federais financiadas até 30 de setembro, encerrando constantes disputas orçamentárias em Washington e permitindo que os legisladores se concentrem na eleição de meio de mandato, em novembro.

O Senado aprovou o projeto por 65 votos a 32 várias horas depois de a Câmara dos Deputados tê-lo aprovado por 256 votos a 167 na quinta-feira. As votações encerram uma longa disputa do Congresso, que deveria ter aprovado o orçamento do governo até 1º de outubro do ano passado.

Desde então, vários projetos emergenciais mantiveram o governo funcionando, exceto por duas breves paralisações neste ano. Junto com os recentes cortes tributários, o projeto de financiamento do governo deve levar a déficits orçamentários de mais de US$ 800 bilhões este ano. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.